Conheça também a Céu-Lar Imobiliária Boutique. CLIQUE AQUI

Como manter a educação financeira tendo um padrão de vida elevado?

Como manter a educação financeira tendo um padrão de vida elevado?

Por Céu-Lar Imobiliária Boutique | 17/08/2016

Categoria: Comprar ou alugar

Desde a Revolução Industrial, o conceito de riqueza vem se transformando da quantidade de bens para a qualidade de vida. Uma vez que atingimos a consciência da importância de viver a vida plenamente, passamos a repensar o conceito.

Nada impede que alguns objetivos financeiros sejam voltados para o consumo, afinal, todos nós temos desejos e anseios. Mas a maioria deve focar no crescimento do patrimônio. E a independência financeira também deve estar entre as nossas prioridades.

Enquanto para alguns a riqueza não está relacionada ao dinheiro, outros creem que apenas o fato de ter muito dinheiro já significa ser rico. Deixando as definições genéricas de lado, vamos te mostrar o que fazer para manter um padrão de vida elevado, tirando o máximo de aproveitamento possível das práticas para uma educação financeira consistente.

O aumento da qualidade de vida é o principal objetivo em educar-se financeiramente, afinal, de nada adianta ter muito dinheiro e não conseguir viver bem. Atitudes como a aquisição de um imóvel, para investimentos futuros, geram bons rendimentos para dependermos cada vez menos da renda de nosso trabalho, por exemplo.

Outro ponto importante é que ter muito dinheiro agora não significa que, no futuro, ainda continuará tendo muito dinheiro. Se não fizermos nosso dinheiro render, ele acaba. Economizar, poupar e investir são atitudes essenciais para praticarmos a educação financeira. Essas três palavras não significam a mesma coisa e devem ser tratadas como metas para a manutenção constante de nossa independência financeira.

Manter um padrão de vida compatível com a realidade é essencial para evitarmos frustrações e surpresas no orçamento. Equilibrar nossos rendimentos com nossos gastos faz parte de um ciclo de inteligência financeira essencial para qualquer um que não deseja abdicar de seu padrão de vida.

Ter dívidas nos limita e isso pode tirar nossa sensação de liberdade. Você possui liberdade financeira? A pergunta-chave para chegarmos a essa resposta seria: minhas aquisições estão me aproximando ou me afastando de meus planos para o futuro?

Existem pessoas que lidam com o dinheiro de várias maneiras. Há quem viva bem e não tenha a mínima noção de lidar com dinheiro e também tem o contrário, pois há quem administre os patrimônios de forma extraordinária, mas não tenha tempo para nada. O “segredo” está em educar-se financeiramente para aumentar ainda mais nossa qualidade de vida. Existem dois tipos de empreendedores: os que ficam cada vez mais presos ao trabalho, para aumentar o seu patrimônio com bens que geram despesas e demandam a ingestão constante de tempo e dinheiro, e os que conseguem aliar educação financeira e qualidade de vida. Isso significa que o segundo perfil adquiriu a consciência de que deve aumentar seu patrimônio apenas com bens que geram receitas. O primeiro perfil fica cada vez mais preso, enquanto o segundo caminha constantemente para a liberdade por meio da independência financeira.

E aí, qual perfil você acha que está mais realizado? Deixe um comentário e participe da discussão com a gente.
 

Receba nossas novidades por e-mail

Principais bairros de atuação